Um dos mais famosos patterns que acontecem no mundo corporativo é a mafiazinha de pequenos poderes – ou como eu prefiro chamar carinhosamente de Little Italy. Gente pequena que chegou lá em cima porque conhece alguém, ou porque é da família. Nada de anormal, business as usual.

O que é esse padrão?
É uma estrutura hierárquica em que alguém claramente despreparado, que não deveria estar em uma posição X, está lá. Não contente, traz toda a sua corja de amigos de faculdade, futebol, familia e brother em geral. Dessa maneira, é possível maquiar resultados em todos os níveis abaixo dele e todos ali se mantém empenhados em fazer tudo parecer estar dando certo, pois todos dependem dessa imagem de sucesso.

” Para o oportunista, as conquistas são sempre pessoais, e as derrotas, coletivas” – Marlos Almeida

Essa manipulação é baseada em tudo, menos em argumentos racionais. Amizade, humor do dia, alianças momentaneamente estratégicas. É o tipo de ambiente que abre muito espaço para a figura do oportunista. Mais conhecido como Romário Corporativo, ele vive parado no gramado, e em tardes de sol só se movimenta pela sombra. Quando sobra alguma bola na área e ele arremata, leva a fama de matador.

Meu deus, estou nesse padrão, há saída?
Sim, a porta e para você. Apesar de você ter fortes convicções que em um breve momento esse castelo de cartas marcadas vai cair, ele não vai. As pessoas estão todas confortáveis e envolvidas em manter a imagem. Se lembra daquelas correntes de internet que vem uma bla-bla-bla e no final estava escrito “não pare a brincadeira”. Essa é a idéia. Só há UM, um único ponto de possível falha aí, se a empresa não for líder no mercado. Nesse cenário a empresa volte e meia está testando novas estratégias e PODE SER QUE alguém acima desse personagem X, entre e descubra tudo isso ou queira ele mesmo fazer a sua Little Italy.

Não vale a pena esperar e ver no que vai dar?
Na minha opinião, não. Se você está identificando esse cenário, a sua projeção profissional está bem comprometida, a não ser que você entre para a família. Mas aí terá que fazer coisas que você não está disposto. A sua vida profissional e pessoal é muito curta para você ficar como expectador ou refém das situações.Pegue seu banquinho e saia de fininho: Será melhor para todo mundo, você que entrará em outro mood, para a Little Italy que poderá colocar alguém conhecido na sua posição e não parar a brincadeira.